O desafio de ser pais de adolescente

Todo mundo já foi adolescente e sabe que para algumas pessoas esta fase não é tão simples. Aquela famosa música do Legião Urbana – Pais e Filhos – explica um pouco sobre conflito entre eles:

“Você me diz que seus pais não entendem. Mas você não entende seus pais”

Isto geralmente ocorre, pois cada um tem uma imagem distorcida sobre o adolescente.

O adolescente: se vê como adulto.

Os pais: o veem como criança.

E o adolescente é simplesmente adolescente. E saber lidar com isto é o desafio dos pais e dos adolescentes. Nesta fase o adolescente precisa aprender a ser adulto. Por isto, é importante a presença do pais para dar o limite e explicar aos filhos sobre o mundo da responsabilidade que é ser adulto.

Ok e agora você pode estar pensando: “Mas como eu faço isto? ”.

É importante mostrar ao jovem que todo o seu comportamento terá uma consequência.

Por exemplo:

  • Se ele não estudar > Ele não passará de ano.
  • Se ele não se servir sozinho (colocar a comida no prato) > Ele não terá comida no prato > Logo, não almoçará.
  • Se eles não usarem preservativo > Eles poderão ter filhos e se expor a doenças.

E para você realizar isto é necessário ter o diálogo com seu filho (a).

Ok, mas agora você também pode me dizer: “Mas Amanda, o meu filho (a) não conversa comigo, prefere os amigos. Como posso ter um diálogo? ”.

Sei que, às vezes, não é fácil, mas é possível.

1º). Entenda o seu filho (a). A adolescência é um momento em que ocorrem muitas mudanças. Não é apenas você que está o estranhando. Ele mesmo não se conhece, pois:

  1. O seu corpo está se transformando
  2. Ele não é mais visto como criança
  3. De acordo com Calligaris (2009), há uma idealização de que a adolescência é o mundo da felicidade. Mas não, ele tem suas crises, seus sofrimentos e muitas vezes não são ouvidos.
  4. Ele está buscando uma nova identidade, com isto ele cria suas regras, estilos e acabam se afastando dos pais e se aproximando mais dos amigos. O jovem pode oscilar: ser aquele rebelde, que fala alto, grita ou em outro momento ser aquele que se isola e chora.

2º. Mostre a ele que o diálogo é a base de tudo. E isto é ensinado. É importante que o diálogo seja algo aberto, ou seja, os dois lados devem falar e ser ouvidos. Se apenas um lado falar, ficará um monólogo e algo autoritário, não há mais diálogo.

3º. Entenda que o papel dos pais não é de ser amigo, mas sim de educar, a amizade é um segundo contexto. Com isto, os filhos não irão querer contar tudo aos pais e é preciso respeitar sua privacidade. Os pais também não gostariam de ter sua privacidade invadida. Havendo diálogo, quando o filho tiver alguma dificuldade, ele procurará os pais e pedirá ajuda.

Tudo o que foi citado acima são apenas algumas orientações que espero ajudá-los de alguma forma. Poderíamos falar muito mais sobre este assunto que é extenso, mas a ideia foi fazer um resumo e uma pequena reflexão sobre o este tema.

É importante reforçar que o psicólogo pode te ajudar nestas questões! Não tenha vergonha em levantar a mão e pedir ajuda. Isto é muito mais comum do que você imagina. A diferença do meu texto e da consulta psicológica é que o texto tem como objetivo ajudar a você a refletir e pensar em outras formas de ver as situações. A consulta psicológica ouvirá a sua história, o seu contexto e te acolherá, assim juntos pensarão em melhores alternativas.

Livro indicado: CALLIGARIS, C. A Adolescência. São Paulo. Publifolha. 2ª ed. 2009.

Amanda Fornaciari Augusto – Psicóloga CRP 06/118369

________________________________________________________________

Curtiu este conteúdo?

facebook_like_logo_1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s