Por que as pessoas mentem?

Quando somos crianças, a nossa família e a escola nos ensinam que mentir é algo errado. Mas com o tempo a criança percebe que em alguns momentos ela pode mentir e isto é muito comum. Por exemplo: na festa de aniversário apesar da criança não ter gostado do presente, os pais dizem para ela falar que gostou – por educação. Assim, percebemos que há vários tipos, formas e intensidades de mentira.

A mentira pode surgir por diversos motivos, como: para causar aquela boa impressão, não causar discórdia ou evitar situações constrangedoras. Mentimos para evitar aquela resposta negativa ou aversiva. O fato é que mentir não é um comportamento saudável, pois isto nos mostra a dificuldade em que temos de olhar para a realidade e aceitá-la.

As mentiras podem surgir a partir de motivos psicológicos (como por exemplo, baixa auto-estima). A mentira prejudica o relacionamento interpessoal, pois há uma quebra na confiança. Então, quando a mentira começa a ser vista como patológica/doença?

Podemos dividir a mentira patológica em dois grupos:

1) pessoa que mente com frequência de forma compulsiva, mas sabe que aquelas histórias relatadas por si não são verdades;

2) pessoa que mente frequentemente e acredita que suas mentiras são verdades.

No primeiro grupo, são pessoas que possuem um retorno mais positivo com suas mentiras. É denominada como mitomania, ou seja, o indivíduo mente de forma profissional de maneira que realmente parece verdade. Ele mente para prejudicar as pessoas ou para se favorecer de alguma forma. Já o segundo grupo é visto como pessoas que apresentam um distúrbio psicológico grave. São aquelas pessoas que acreditam ser realmente o presidente da república, mas não são. Para a definição do diagnóstico é necessário a avaliação do psiquiatra e do psicólogo.

Enfim, há tratamento para as pessoas que possuem mitomania e distúrbio psicológico grave – ambos talvez precisam de uma ajuda medicamentosa; psiquiátrica e psicológica. A mitomania tem cura – não tenha receio em procurar ajuda. Afinal, é muito bom viver aquilo o que somos realmente.

No programa Encontro da Fátima Bernardes, este tema foi discutido. Segue o link para maiores conhecimentos:

Link: http://globotv.globo.com/rede-globo/encontro-com-fatima-bernardes/v/convidados-repercutem-mitomania-a-compulsao-por-mentir/4459650/

Amanda Fornaciari Augusto – Psicóloga CRP 06/118369

________________________________________________________________

Curtiu este conteúdo?

facebook_like_logo_1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s