O meu relacionamento amoroso está em crise

Meu conselho é: veja primeiro o vídeo. 😉

O Porta dos Fundo apresenta o vídeo “Intimidade” que busca representar o término de um relacionamento, pois a mulher está cansada da rotina e da intimidade – no sentido de saber de tudo o que ele gosta e até seus pensamentos (claro, no vídeo eles exacerbaram esses comportamentos). Com isto, levantei as seguintes questões: como evitar que o relacionamento caia na rotina? Ou como posso tentar mudar isto?

Primeiramente, não há uma fórmula mágica, o objetivo aqui é ajudá-los a refletir sobre o assunto, pois sabemos da complexidade e de que cada caso é um caso. Nestas situações um terapeuta de casal é indicado.

O relacionamento é composto por duas pessoas – é preciso que um apoie o outro, ou seja, ambos sabem que a relação não está boa, mas ambos querem melhorar. Pois se apenas um querer melhorar e outro não, fica mais complicado.

Podemos pensar em algumas sugestões para melhorar o clima da relação:

  1. Mude a rotina – exemplos: mudem de restaurante, façam piquenique, vão ao parque, façam uma viagem, etc. Isto não precisa ocorrer todos os dias, mas vocês podem combinar de fazer em alguns momentos, a cada semana, mês…. Enfim, como vocês acharem melhor.
  2. Surpreenda o seu parceiro/parceira – ideias: jantar romântico; compre alguma roupa sensual; passe um outro perfume; corte o cabelo, etc. Inclusive no final do vídeo ele acaba surpreendendo ela, ele assobia e ela não sabia fazer isto. Se aquela cena estava dentro ou fora do roteiro, eu não sei – mas foi interessante e mostrou que é possível surpreender seu parceiro (a) e de que não é tudo que ele/ela sabe sobre você.
  3. Dialoguem mais
  4. Entendam que ninguém vai mudar o comportamento de ninguém
  5. Saibam ceder – o objetivo de agradar o parceiro. Não se submeter, pois a ideia não é que seja uma obrigação, mas sim um carinho pelo outro. Afinal, se relacionar é saber compartilhar o mesmo espaço.

Mas, se vocês brigaram, é importante que vocês reconheçam suas falas, ou seja, não neguem o que disseram. Tenham o diálogo, pois quando o casal briga a tendência é voltar ao estado infantil e fazer birras, chantagens e ninguém quer assumir o seu papel na relação. É preciso olhar para realidade, assumir os seus papéis e conversarem sobre os problemas com respeito.

É interessante perceber que de acordo com a pesquisa de Norgren et al, 2004, p.583: “todos os cônjuges satisfeitos e insatisfeitos, homens e mulheres, deram como motivo para permanecer na relação, o amor. Isso parece confirmar o valor que o amor-paixão romântico desempenha na cultura ocidental atual. Busca-se a alma gêmea, a cara-metade (…)”. Além disto, foi observado na pesquisa que os casamentos que deram certo, foram pelo fato do casal conseguir trabalhar em equipe e não por terem escolhido o homem ou a mulher certo(a), como as pessoas imaginam.

Tudo isto são reflexões, pois como comentei, o assunto é extenso e complexo. Portanto, um terapeuta de casal pode auxilia-los nesta reflexão e diálogo e compreender melhor o caso.

Obs. A minha ideia não é dizer: não é para terminar os relacionamentos. Sabemos que, às vezes, é necessário o término, pois como foi comentado, pode ser que aquela “equipe” não ocorreu a ligação necessária. Ou pelo fato que “no início de um relacionamento amoroso, é comum que as qualidades do parceiro sejam amplificadas e se acredite poder modificar, durante o transcorrer do mesmo (LEVY e GOMES, 2011) ”, mas com o tempo percebe que o outro(a) não é perfeito(a) e se decepciona e acaba o relacionamento. Enfim, há diversos fatores envolvidos, citei apenas alguns.

Referências:

Amanda Fornaciari Augusto – Psicóloga CRP 06/118369

________________________________________________________________

Curtiu este conteúdo?

facebook_like_logo_1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s