Cadê a minha cara metade?

Quantas pessoas estão em busca de sua cara metade ou podemos dizer a sua alma gêmea ou se você preferir a tampa da sua panela, metade da sua laranja… Ok, vou parar por aqui.

Alguns dizem que já encontraram a sua alma gêmea e outras não… Se existe ou não alma gêmea, quem sou eu para falar sobre esta questão? Isto não está dentro do meu campo de conhecimento. Mas o que podemos pensar é que quando buscamos alguém para iniciar uma família, avaliamos diversos fatores. E partimos dos modelos que são transmitidos pelas nossas famílias de origem, busca-se algo similar, complementar ou até mesmo o oposto. Por exemplo: o filho observa que o seu pai não é carinhoso com sua mãe. O filho não aceita esta ideia e no seu relacionamento terá outro tipo de comportamento: demonstrará carinho. Isto dependerá de cada individuo.

Bem, vamos ao título do meu texto: Cadê a minha cara metade? Então, sinceramente… Eu não sei onde está a sua cara metade, quem me dera! Mas se você já teve vários relacionamentos e tem aquela ideia de que homem ou mulher não presta, todos são iguais… Ou você pode pensar: “Ninguém atende meus pré-requisitos”. Gostaria que você refletisse alguns pontos:

  • Por que sempre encontro o mesmo perfil de pessoa? Será que todos os homens ou mulheres são realmente iguais?
  • Por que a pessoa que eu busco, precisa ter todos os pré-requisitos que desejo? Será que existe uma pessoa perfeita?
  • Será que a pessoa precisa estar sempre feliz e estar sempre presente com você para demonstrar o seu amor? – Provavelmente algum dia a pessoa poderá ficar chateada com você ou até mesmo brava, mas isto não é necessariamente sinônimo de que não exista mais amor entre vocês.frases_de_amor_4

Qualquer relacionamento é configurado de uma forma complexa, mas, às vezes, alguns relacionamentos podem ser muito mais simples do que imaginamos e nós colocamos algumas barreiras e não nos permitirmos nos arriscar. Algumas vezes com o medo de sofrer, não nos entregamos ao amor ou até mesmo a vida, mas viver é se arriscar, sempre teremos os nossos riscos tanto de forma positiva quanto negativa.

Mas preste atenção, às vezes, aquele amor que você esteja exigindo muito do outro, pode ser na realidade uma falta de amor consigo mesma. Antes dos outros nos amarem é importante que a gente se ame e se cuide. O outro não precisa ser a nossa metade, mas sim uma parte que nos agrega e que nos torne uma pessoa melhor, mas nós próprios somos a base.

Desta forma, agora eu te digo: a sua cara metade está em você. Caso você queira, busque os acessórios para o seu rosto. O relacionamento amoroso é apenas um dos acessórios.

Sugestão de outro texto com tema semelhante: “Vou casar. E agora?”.

Amanda Fornaciari Augusto – Psicóloga CRP 06/118369

________________________________________________________________

Curtiu este conteúdo?

facebook_like_logo_1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s